Esse artigo é dedicado a discutir se síndrome do manguito rotador é doença do trabalho. Perícia Médica Judicial, Como Funciona? e Como Se Comportar Numa Perícia Médica Judicial? são discutidos em artigos separados.

Estruturas Importantes No Ombro

Síndrome do Manguito Rotador (M75.1) é Doença do Trabalho?

Recebe o nome de manguito rotador o conjunto de quatro músculos:

  • Supra Espinhoso ou Supra Espinhal
  • Infra Espinhoso ou Infra Espinhal (não representado)
  • Redondo Menor (não representado)
  • Subescapular (não representado)

Cada músculo apresenta seus respectivos tendões. A doença no tendão chamamos de tendinopatia e a inflamação de tendinite.

Nessa região ainda passa o tendão da porção longa do bíceps.

Temos a presença de uma bursa (bolsa gelatinosa responsável por facilitar o atrito) que receber o nome de bursa subdeltoidea ou bursa subacromial. A inflamação da bursa recebe o nome de bursite.

Adoecimento

É o impacto do osso do braço (úmero) com estruturas ósseas do ombro (acrômio, ligamento coracoacromial, processo coracóide e face inferior da articulação acromioclavicular) ao levantar o membro em altura maior que 60º. Esse choque acarreta lesões nas estruturas locais, tendões e bursas, produzindo respectivamente tendinite e bursite.

Nomes da Mesma Doença

Uma mesma doença pode apresentada diversos nomes e CIDs. Nesse casos são sinônimos ou agravantes:

  • Síndrome do Impacto ou Impingement;
  • Tendinopatia do ombro ou tendinite do ombro
  • Tendinopatia do supra espinhoso, tendinite do supra espinhoso, ruptura parcial do supra espinhoso ou ruptura total do supra espinhoso;
  • Tendinopatia do supra espinhal, tendinite do supra espinhal, ruptura parcial do supra espinhal ou ruptura total do supra espinhal;
  • Tendinopatia do supra espinhoso, tendinite do supra espinhoso ruptura parcial do supra espinhoso ou ruptura total do supra espinhoso;
  • Tendinopatia do infra espinhoso, tendinite do infra espinhoso, ruptura parcial do infra espinhoso ou ruptura total do infra espinhoso;
  • Tendinopatia do infra espinhal, tendinite do infra espinhal, ruptura parcial do infra espinhal ou ruptura total do infra espinhal;
  • Tendinopatia do redondo menor, tendinite do redondo menor , ruptura parcial do redondo menor ou ruptura total do
    redondo menor;
  • Tendinopatia do subescapular, tendinite do subescapular , ruptura parcial do subescapular ou ruptura total do subescapular;
  • Tendinopatia da porção longa do bíceps, tendinite da porção longa do bíceps, ruptura parcial da porção longa do bíceps ou ruptura total da porção longa do bíceps;
  • Bursite de ombro, bursite subdeltoidea ou bursite subacromial;
  • Capsulite adesiva;
  • Tendinite calcária;
  • Artrose acromioclavicular.

Agravamento

Tendinopatia do manguito rotador de longa duração, não tratada, pode causar uma perda significativa da amplitude de movimento do ombro. Um ciclo vicioso pode ocorrer, com movimento diminuído levando ao uso reduzido. Por fim, a capsulite adesiva pode resultar e pode ser difícil de tratar. Degeneração do tendão do manguito rotador pode levar a ruptura do tendão. As alterações degenerativas iniciais causam disfunção do tendão, com alterações na mecânica causando degeneração posterior e, eventualmente, ruptura

Riscos Ocupacionais

Muito comum o questionamento se síndrome do manguito rotador é doença do trabalho. Por isso fizemos uma revisão sistemática da literatura médica e chegamos a algumas conclusões interessantes.

Existe a ligação com as atividades laborais que utilizam postura do ombro acima de 60º de abdução ou flexão. Podem ser agravadas pelas atividades que exijam sustentação de peso. Apresenta ainda relação com os trabalhos que combinam força com abdução e elevação de braços acima da linha dos ombros.

Ao retorno ao trabalho se recomenda não elevar braços na altura ou acima do ombro, não manter braços em abdução ou flexão, puxar ou empurrar até 3,0 kg por no máximo 4 vezes por hora; e levantar e carregar até 2,5kg por no máximo 3 vezes por hora.

O Decreto 3048/99 ainda relata relação com vibração localizada.

Conclusão

Portanto é possível sim a ligação da síndrome do manguito rotatório, e seus diversos equivalentes, como doença ocupacional. A conclusão definitiva depende das conclusões da perícia médica judicial. Uma perícia justa somente existe com bons quesitos, um exame clínico detalhado e um laudo sem favorecimentos. Cada uma das partes pode contratar um médico assistente técnico para evitar a desigualdade na avaliação.

Precisa de Um Médico Assistente Técnico?

Nossa empresa é especializada em defesa de perícia médica judicial. Estamos à disposição

  •  
  •  
  •  
  •  
  •